Incubação como porta de entrada no mercado da moda

Incubação como porta de entrada no mercado da moda

Quem trabalha ou pensa em trabalhar com moda tem uma oportunidade aberta até o dia 25. Essa é a data final para inscrição no Programa de Incubação do Marco Pernambuco da Moda 2017-2018. É uma chance de tirar ideias do abstrato ou colocar sua iniciativa no concreto, seja você estilista, produza acessórios, calçados, pesquise tendências, ofereça assessoria em produção, trabalhe com projetos sociais, enfim, que seu plano ou negócio tenham uma boa interface com a moda pernambucana. Aproveite a chance.


capa-marco-pernambucano-da-moda


A incubação é uma espécie de vacina de sobrevida para uma empresa jovem. De acordo com dados do IBGE [http://migre.me/vonGC], metade dos empreendimentos abertos no Brasil encerram as atividades em cinco anos. Quando passam por um processo de incubação, essa taxa de sobrevivência duplica.

Há mais motivos para se optar pela incubação. Ganha-se um endereço no coração do Recife Antigo, com infraestrutura completa (das máquinas caras, ao wifi eficiente), assessores e consultores da melhor qualidade, melhor perfil para um financiamento (os bancos são mais atenciosos para quem está incubado), formação de networking, capacitação e compreensão em todas as etapas do desenvolvimento de um projeto. Não é pouca coisa.

A economia está meio de lado? Isso é fato, mas uma hora a maré vai mudar e quem estiver pronto, na hora certa, está na frente de quem está aguardando todas as condições favoráveis. Outra verdade: no mundo real, quem quer fazer dá um jeito, quem não quer, dá uma justificativa.


moda-estilista-arte-design


Pernambuco tem história e produção no ramo. Vamos de grandes confecções ao comércio informal da feira da sulanca. As indústrias no Estado respondem por uma produção de 700 milhões de peças e um faturamento de R$ 5,6 bilhões (números de 2015). A cadeia possui capilaridade porque envolve indústrias têxteis, confecções com grande produção, mas também centenas de pequenas malharias, fornecedores de confecções (as facções do Agreste), distribuidores, grandes redes do varejo e lojistas de todos os tamanhos. O setor não vive apenas de vender: eles precisam comprar para vender.

Pela dinamicidade do setor têxtil e de confecções, as empresas costumam reagir rapidamente aos sinais simpáticos do mercado. Alguns já estão ocorrendo: a última rodada de negócios (coleção primavera-verão) somou R$ 24,3 milhões com 1.280 mil peças vendidas. As rodadas de negócios ocorrem duas vezes ao ano e as anteriores vinham registrando retração de vendas. A última apontou crescimento de 11,9%.

O Marco Pernambucano da Moda é um equipamento estratégico o setor têxtil e de confecções, conta com parcerias próximas da Secretaria Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e das universidades federais, com sede no Recife (UFPE e UFRPE), além de forte diálogo com outras instituições de ensino, com tradição em fornecer conhecimento para o setor, como Senac, FBV, Aeso.

A reunião dos empresários da cadeia, com o Governo do Estado, as instituições não governamentais e as instituições de ensino gerou iniciativas como o Programa de Incubação do Marco Pernambucano da Moda. A turma 2015-2016 concluiu suas atividades com um desfile de inovação, criatividade e negócios estratégicos. A Bagageiro de Chita, uma das incubadas, apresentou roupas feitas para ciclista com características inovadoras e adequadas ao mercado: tinham cores vivas, adequadas para quem usa bicicleta, permitiam a ventilação e protegiam da chuva. A Rainha da Cocada criou uma coleção de estampas originais, todas baseadas nos elementos gráficos do Cinema São Luiz. A Colombina produzia exclusivamente para o Carnaval e, a partir da incubação, compreendeu melhor seu mercado, produz o ano inteiro e é destaque até no GNT Fashion [http://gnt.globo.com/programas/gnt-fashion/videos/5393081.htm].

 

capa-cursos-de-moda


Edital e mais informações:

http://www.ntcpe.org.br/?p=742

https://www.facebook.com/marcopemoda/

Sobre Redação ModaModaModa

O ModaModaModa surgiu por causa do espírito curioso junto ao interesse pelo mundo da moda. Contato: contato@modamodamoda.com.br

2 comentários

  1. Raquel Aguiar

    Sem palavras Amo Mmundo da Moda.
    Vocês estão de Parabéns arrasam.
    Quero montar meu Ateliê e vcs me deram mais Incentivo Parabéns pelas informações e Idéias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*